É possível ter TDAH na vida adulta?

É possível ter TDAH na vida adulta?

Mais comum entre as crianças, o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) pode não terminar na infância. Muitas pessoas carregam o problema para a vida adulta mesmo sem saber.

Por isso, se você é do tipo que esquece compromissos, tem dificuldade para cumprir prazos e dar sequência em tarefas simples, como ler um livro ou assistir a um programa de televisão até o fim, e ainda não consegue se concentrar em uma reunião ou palestra, perdendo informações e detalhes importantes, procure um médico para investigar.

O TDAH é tudo, menos um transtorno simples, pois pode estar associado a outros problemas, como ansiedade, depressão, perfeccionismo, stress crônico e esgotamento – também conhecido como Síndrome de Burnout.

A doença não está ligada a fatores culturais ou conflitos psicológicos, mas sim em pequenas alterações na região frontal do cérebro, responsável pela inibição do comportamento e do controle da atenção. Contudo, pode afetar em muito a vida do indivíduo, tanto em suas relações afetivas e sociais, quanto na vida profissional.

Por isso, além do tratamento indicado pelo médico, outros cuidados são muito importantes, como:

  • Praticar atividades físicas: o exercício alivia o estresse, melhora o humor, acalma a mente e ainda ajuda a gastar o excesso de energia que as pessoas com TDAH têm.
  • Dormir bem: poucas horas de sono aumentam os sintomas do TDAH, diminuindo a capacidade de manter o foco durante dia. Para isso, é importante evitar a cafeína antes de dormir, manter uma rotina à noite e evitar exercícios por até uma hora antes de ir dormir.
  • Alimentação correta: comer bem ajuda a diminuir a distração, hiperatividade e os níveis de estresse. Pequenas porções durante o dia, ingerir pouco açúcar, menos carboidrato e mais proteínas podem ajudar a reduzir os sintomas.

Outras dicas simples que podem facilitar o dia a dia:

  • Criar uma curta rotina diária, com listas das suas tarefas
  • Usar a agenda e o relógio ao seu favor, colocando um alarme para as atividades mais importantes
  • Fazer uma tarefa de cada vez
  • Definir tempo para executar suas atividades
  • Não procrastinar

Deixe uma resposta

Fechar Menu