FACEBOOK     INSTAGRAM     LINKEDIN         Atendimento 24 horas: +55 (16) 3209-1666.

Nutrição no combate à depressão e ansiedade

Que a depressão e a ansiedade são transtornos mentais bastante comuns atualmente, todo mundo sabe. Contudo, o que não se sabia, há não muito tempo atrás, é que a composição nutricional do prato pode contribuir para a redução de sintomas e combate desses transtornos.

Por isso, prestar atenção ao que vai a mesa é fundamental. Afinal, quando o fornecimento de certos tipos de nutrientes é reduzido, o sistema nervoso – embora tente adotar meios alternativos para desenvolver suas funções – não consegue realizar todas as atividades normalmente. Entre as consequências disso estão a menor oferta de neurotransmissores e falhas na comunicação entre os neurônios, fatores que elevam a probabilidade de enfrentar desordens mentais, como a própria depressão.

Um destes neurotransmissores, a serotonina, é capaz de dar ao cérebro sensação de bem-estar, regulando nosso humor e também dando sensação de saciedade. E é aí que entra a boa nutrição. Alguns alimentos podem ajudar a produzir mais serotonina, aumentando o bom humor e ajudando no combate da depressão. Entre eles estão o ômega-3, magnésio, fibras, zinco, ferro, além das vitaminas C, B1, B9 e B12. Por isso, recomenda-se uma dieta rica em folhas verdes, oleaginosas e peixe.

Entretanto, vale lembrar que somente uma dieta balanceada não substitui o tratamento da doença. O acompanhamento de um especialista é fundamental para entender a necessidade de cada paciente, o que pode incluir intervenção medicamentosa e terapia. 

Cadastre-se para receber nossas novidades: